exercício

Se você é uma dessas pessoas que têm o hábito de iniciar um novo dia com exercícios físicos, sabe como é a sensação de bem-estar que essa prática frequente pode proporcionar.

À princípio, parece cansativo; afinal de contas, até nos acostumarmos com a rotina de nos movimentarmos diariamente, leva tempo e esforço. No entanto, é algo que vale a pena investir, pois uma atividade física habitual consegue, além de manter um corpo em forma, melhorar a qualidade de vida e a saúde. (1)

Na publicação de hoje, vamos falar sobre como o nosso corpo reage quando praticamos algum exercício físico. Talvez você não saiba disso, mas quando nos exercitamos, o cérebro começa a trabalhar, produzindo milhares de reações químicas que, em sinergismo, atuam proporcionando mais qualidade de vida e benefícios para a saúde. (1)

Para saber mais, continue a leitura.

Praticar exercícios regularmente faz bem

O sedentarismo é um problema que afeta o mundo todo. Estima-se que cerca de 3,2 milhões de pessoas no mundo morram anualmente por doenças relacionadas ao sedentarismo, como o AVC, obesidade, diabetes e infarto. (2)

Considerando o cenário, fica ainda mais evidente a importância da atividade física para a nossa vida. Isso sem falar nos inúmeros benefícios que essa prática proporciona. A seguir, listamos apenas 5 deles para você ter uma ideia: (2)

  • Contribuir no combate ao estresse, depressão e ansiedade;
  • Melhorar a resposta do sistema imunológico;
  • Fortalecer ossos e músculos;
  • Prevenir o desenvolvimento de transtornos neurodegenerativos e demências, como Alzheimer;
  • Melhorar a aptidão cardiorrespiratória, aumentar a longevidade e qualidade de vida.

Poderíamos elencar diversas outras vantagens da prática de atividades físicas regulares, pois, sem dúvidas, estamos falando de algo que pode auxiliar todo o organismo de forma completa. Mas, um ponto a ser destacado é que a influência da atividade física no metabolismo vai além de só regular a pressão ou ajudar a emagrecer. (3) A partir desse pensamento, você se pergunta: 

exercício

O que acontece no nosso organismo durante a execução do exercício físico?

Começa assim: logo após a ativação do córtex cerebral, que prepara todos os sistemas do organismo, os músculos precisam da energia do oxigênio do sangue, e ele é sempre o primeiro a começar a trabalhar. Portanto, o coração começa a bombear mais sangue para que o músculo tenha energia. É aí que a frequência cardíaca aumenta, pois o coração se dedica a garantir a passagem do oxigênio por todo o corpo com mais vigor. Logo, a respiração acelera, intensificando o fluxo de entrada e saída de ar dos pulmões. (2,4)

Em seguida, ocorre a elevação da temperatura. Isso acontece em razão do processo de contração muscular, no qual uma parte da energia produzida é transformada em energia mecânica, que é utilizada pelo músculo. O que resta é dissipado como calor, esquentando o corpo. Nessa dinâmica, mais sangue é enviado para a pele, por isso ficamos vermelhos. Para diminuir a temperatura, começamos a suar, perdendo calor. (3,4)

Finalizando essa jornada, não podemos nos esquecer das alterações hormonais, pois alguns hormônios são ativados nesse processo, como a adrenalina e a noradrenalina. Essas duas substâncias agem na dilatação dos vasos sanguíneos dos músculos que estão sendo trabalhados no exercício e são responsáveis pelo aumento da taxa metabólica, liberando glicose e ácidos graxos no sangue, fundamentais para que o corpo tenha energia ao realizar os movimentos. (4)

Outras substâncias que também são secretadas com o exercício são insulina, GH (hormônio do crescimento), endorfina, serotonina e testosterona, e cada uma exerce uma função específica no organismo, como promover a sensação de bem-estar e reconstrução do tecido muscular. Chegando ao fim dos exercícios, todo esse processo é regularizado, menos a pressão arterial, que pode cair temporariamente. (4)

Talvez você se pergunte: e agora, o que vem depois? É o que vamos abordar no próximo tópico.

exercício

Reagindo ao pós-exercício físico

Assim que terminamos de praticar um exercício, os químicos secretados produzirão um estado transitório de relaxamento, podendo durar várias horas, dependendo da intensidade do treinamento. Nos primeiros 30 minutos, identificamos uma rapidez mental, necessidade de açúcar, queima de calorias e sensação de bem-estar. Com o tempo, essa sensação positiva se torna cada vez mais duradoura. (1)

Já na primeira vez que uma pessoa se exercita, o estresse é potencialmente reduzido, graças à endorfina. Além disso, podemos contar com a melhora da memória, do bom humor, da disposição física e mental e do sistema imunológico. O corpo sempre vai pedir mais. Um outro fato interessante é que o exercício físico é capaz de mudar o DNA. Como assim? Bom, a prática é capaz de ativar genes adormecidos, diminuindo o peso que a carga genética pode ter na manutenção da saúde. (5)

Para quem precisa de mais foco e concentração no dia a dia, seja nos estudos ou no trabalho, os exercícios físicos podem ajudar, pois o intenso fluxo de sangue que invade o cérebro durante a prática dessas atividades funciona como uma espécie de turbo para as células cerebrais. Desse modo, elas trabalham em alta performance, garantindo alta clareza mental e foco durante e logo depois da atividade física. Com 10 minutos de exercício é possível conseguir esse benefício. (5)

De fato, iniciar a prática de exercícios físicos na rotina pode oferecer diversos benefícios à saúde. O corpo humano é repleto de detalhes e processos, uma verdadeira máquina que precisa de cuidados e atenção. Por isso, depois de todas essas explicações, te convidamos a refletir como é a sua relação com a prática de atividades físicas e se alguma mudança pode acontecer por aí pra trazer ainda mais saúde para os seus dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.